Diário de um Sonho XII e algumas outras coisas

Estou rumo ao final e os ressentimentos começam a voltar como se fosse ontem.
Todos os "Você não vai conseguir" e o "A faculdade nunca vai aceitar gente de "cabeça pequena"." estão voltando. Eu estou ficando irredutível. Quero reviver todos os meus rancores. Quero poder dizer "Ou você tá comigo ou com elas. Escolhe agora. Porque posição de neutralidade é apenas outro termo para dizer 'Eu não estou do seu lado, perdedora. Estou do lado delas.' e eu não sou de meio-termo.".
Eu quero conseguir e esfregar mais uma vitória na cara deles todos.
Eu queria poder ter esfregado outras vitórias na cara daquela gente. "Eu sempre soube que você ia conseguir". Só que é mentira. Sempre foi.
Eu estou farta da humanidade, essa porcaria irritante e falsa. Eu vou acabar e vou esfregar na cara delas. Eu vou ser tão ruim quanto eu consigo ser.
Eu não vou conseguir ser assim, mas eu gosto de fingir que vou. Eu não queria ter remorso, isso empaca muito a minha vida, mas, infelizmente, não sou assim.
Muitos capítulos, muitas folhas, muita história. Eu estou em uma parte delicada, porque, em partes, eu me identifico tanto com a personagem principal deste capítulo. Só que ela é mais forte. Mais determinada, mais esperta, mais obstinada. Ou, talvez, eu apenas ache isso. A fora dela não vem de mim? Tudo isso não veio de minhas próprias interpretações?
Eu estou orgulhosa dela. É a segunda vez que escrevo esse capítulo. Na primeira versão, ele tinha 34 páginas e estava tão longe de acabar. Agora, tem 19 páginas, está muito melhor que antes e já até posso prever quando isso vai acabar. Estou feliz por isso.
Vou tentar resolver os problemas do blog logo, caso contrário, vou voltar ao velho modelo, apesar de gostar muito mais da versão iframe, é bem mais organizadinha.




- Postado por: Tenie F. Shiro às 17h44

[ ]

___________________________________