Uma coisa é uma coisa...

...E outra coisa é outra coisa.
Boa noite, queridas leitoras! Tudo bem?
Eu estou ótima, melhor a cada dia, minha voz já está até voltando (Obs.: Pra quem não sabe, eu estava doente há umas duas semanas). Espero que estejam todas bem.
Bom, ainda estou me re-acostumando (?) ao Kaku, fiquei muito tempo sem postar, mas fiquei morrendo de vontade de vir aqui durante todo esse período em Hiatus.
O que me traz aqui hoje é uma notícia curiosa que me provocou indignação e um ataque de riso ao mesmo tempo:
Emma Watson alfineta saga Crepúsculo: "Harry Potter não vende sexo".
Haha. Emma Watson perdeu um pouquinho do meu respeito e admiração depois dessa. Não sou uma "talifã" de Crepúsculo, muito menos uma "talifã" de HP, mesmo eu gostando bem mais dele do que do primeiro. Mas, fica óbvio (me perdoem as fãs de HP e da Srta. Watson) que ela não entende, nem se dá ao trabalho de entender, que uma comparação entre essas séries é algo rídiculo e inviavél. Por quê?
Todo mundo que lê meu blog sabe que eu sou uma bookholic de carteirinha e que meu maior sonho é ser escritora e, sendo assim, eu tenho que pelo menos entender o básico do mundo literário, logo, nesse assunto eu posso dar pitaco sem medo de ser feliz.
Analisemos as duas séries:
Harry Potter é uma série infanto-juvenil, de aventura, que conta a história de Harry e sua luta com Voldemort - um sujeito insano que quer dominar o mundo bruxo. Isso é o minimo que posso dizer sem dar um monte de spoiler (Sim,eu acabei de ler HP e foi lindo iwi). É uma série que não foca no romance, logo, não teria cabimento ter, do nada, cenas fortes de paixão e tal, porque não é, nem nunca foi, seu objetivo. Seu público-alvo são pré-adolescentes, basicamente, então, ter cenas de romance mais apimentadas, sexo e tal, não dá, né?! Romance aqui pode ser dispensável, não precisa ser tão enfático.
Crepúsculo é uma série de romance, Young Adult (ou seja, voltada pra adolescentes), de um gênero conhecido como Chick lit ou Romance de Mulherzinha, e, justamente por isso, já dá pra imaginar que é voltado pra jovens mulheres. Conta a história do amor de um vampiro e de uma humana. Seu público já está crescido, em fase de namoro (ou, pelo menos, deveria ser assim), que sonham com romances cinematográficos, amores eternos, e cenas de romance mais apimentadas, com beijo, abraço e, no caso do último livro, sexo são esperados. Romance, nesse caso, é essencial, vital.
Só por esses simples fatos já dá pra perceber que compará-los é tolice. São completamente diferentes! Não é só porque 2 livros são best-sellers pra adolescentes que dá pra compará-los. Primeiro porque HP e Crepúsculo são direcionados para públicos completamente diferentes, são de gêneros totalmente diferentes e giram em torno de assuntos diferentes, também. Seria o mesmo que comparar True Blood e Percy Jackson que são ABSOLUTAMENTE diversos! Agora, comparar True Blood e Crepúsculo e Percy Jackson e Harry Potter já é possível, pois essas duas duplas são de gêneros parecidos, direcionados basicamente ao mesmo público.
Bom, eu podia ficar aqui horas e horas demonstrando como esses dois livros não podem ser comparados (muitos fãs de HP fazem isso), mas, pelo pouco que eu mostrei, já deu pra entender, né?
Se Emma Watson continuar assim, ela vai se tornar completamente impopular, porque se depois de cortar os cabelos as coisas vão mal pra ex-bruxinha, imaginem se ela continuar fazendo comparações descabidas como essa? Cuidado, Srta. Watson! Ainda tem muito fã querendo ver você arrebentar a boca do balão em outros filmes que não HP, porque agora que HP está terminando é que o desafio começa...
Vou encerrando por aqui. Tenham um ótimo feriado e obrigada por ler!
Até a próxima! o/
Kisus,
Tenie F. Shiro.




- Postado por: Tenie F. Shiro às 21h04

[ ]

___________________________________