Shalala...

Boa noite, gente! Tudo bem?
Bom, hoje estou feliz. O título do post é o nome de uma música do Fonogenico, música que já apareceu aqui, se não me engano, e que eu adoro! Se alguém souber onde achar a letra dela em romaji, eu ficaria super-agradecida!
Hoje eu fui na AreaE! \*-*/ Até que enfim! O pessoal foi super-legal, conversamos e rimos como nunca o_o' Acho que, a partir de hoje, minha relação com meus colegas vai ser diferente, porque já superei a fase do acanhamento. *____* Diferente da última vez que fui, em que me senti um tanto quanto deslocada. Bom,aquela sensação não tinha nada a ver com a escola de desenho, ou com a escola ou com aqui em casa. Era comigo, eu andava muito sobrecarregada, muito irritada. Quando passaram as provas do 1º bimestre, eu me senti muito mais leve, feliz.
As idéias surgem, as coisas parecem resplandecer ao meu redor e, por mais que às vezes eu perca o controle e queira jogar tudo para o alto, eu me sinto muito melhor.
Bom, agradeço os comentários, e vou respondendo aos poucos, como sempre.
Na TV, minha irmã assisti à "Operação Cupido", com Lindsay Lohan. De novo. E isso me fez pensar em um dos vários assuntos de hoje: Casamento. Eu e Tsu temos opinião semelhante nesse caso: nenhuma quer casar, porque tem certeza que vai dar errado e não queremos ter casamentos como os de nossas mães (que são distintos, aliás). Brinquei dizendo que só ia casar pra dizer que casei e que não deu certo, ainda disse que casamento deveria ser um contrato com prazo de validade, a cada dois anos renova se quiser. Fidelidade e "manter-se sob o mesmo teto" durante esse tempo seriam partes importantes do contrato. Se algum dos lados não cumprisse com alguma dessas exigências, o outro levava tudo (se fosse provado que esse lado cumpriu tudo certinho). XD
Oras, insensível, eu? Não! Teve um dos meus colegas (Rafael) que, brincando, disse que eu era genuinamente capitalista XD Mas, no fundo, eu sou uma romântica incurável. Verdade. Eu sonho em encontrar alguém que me ame de verdade e que, apesar dos pesares, possamos dizer, ao final, que tudo valeu a pena. Bobo, né? Eu acho bobissímo essa minha fantasia de "alguém especial". Totalmente bobo, e o que é pior é que eu fico um pouco deprimida só de pensar que quase tudo em mim grita que nada disso vai acontecer. Aí, tudo fica no sonho mesmo...
Isso me fez lembrar de meus bisavôs, pais de minha avó materna. Eles, sim, puderam dizer que valeu a pena. É uma história linda, parece coisa de romance, de novela... Eles se amavam de verdade e, apesar de tudo que passaram, isso pareceu não ter mudado (Será que é um tipo de padrão? Uma geração de sorte e duas de azar? Acho que não... ù_u').
Sim, admito, vocês me pegaram! |o| Bem lá no fundo, sou romântica do tipo mais piegas que existe.
Já é hora de ir... o_o' Não liguem pra brisa acima. Mas, a história dos meus bisavôs é verdade e acho-a linda. Talvez um dia eu conte aqui. Garanto que ficaria orgulhosa em fazê-lo.
Durmam bem e tenham bons sonhos!
Kisus,
Tenie F. Shiro.




- Postado por: Tenie F. Shiro às 00h39

[ ]

___________________________________